Tudo o que você precisa saber sobre perda de gordura abdominal

A primeira vista, um abdômen trincado parece ser consequência de várias e várias séries de exercícios abdominais, nas mais variadas posições. Mas será que fazer isso elimina de vez a gordura abdominal?

Infelizmente, todas as promessas que apontam “exercícios para ter uma barriga chapada” geralmente mostram apenas uma parte da história. Para além de realizar os movimentos pontuais apontados nesse tipo de mídia, a queima de gordura nessa área envolve muitos outros fatores.

Temos aqui 7 comportamentos principais responsáveis para perda de gordura abdominal:

1) Dar prioridade a alimentos mais complexos

Alimentos ricos em fibras como integrais, frutas inteiras e vegetais, são absorvidos mais lentamente pelo organismo. Consequentemente, a insulina liberada é menor e a chance de conseguir queimar essas calorias com outras fontes de energia (por exemplo, a queima gordura), aumenta consideravelmente. Alimentos ricos em ômega 3, como a linhaça e a chia; com anti-inflamatórios naturais, como cúrcuma; e, termogênicos, como gengibre e canela, também são excelentes formas auxiliar este processo.


2) Evitar alguns tipos de alimentos

Alimentos industrializados, como temperos prontos, salgadinhos e lasanhas de microondas, geralmente contém excesso de sódio. Ao serem ingeridos, o organismo aumenta a retenção de líquidos e então, vem a aparência de “inchado”. Carboidratos de alto índice glicêmico como doces, refrigerantes e farinha branca, aumentam muito a carga glicêmica da refeição. Isso acaba obrigando o corpo a liberar mais insulina. Como resultado a queima de gordura é inibida, já que o corpo vai optar por queimar primeiro o açúcar disponível desses alimentos. Quando o corpo não consegue queimar este açúcar disponibilizado, ele é enviado ao fígado e convertido em gordura, que terá como um dos estoques a região abdominal.

3) Trabalhar o corpo como um todo

Mais do que realizar uma boa série de abdominais, é necessário realizar uma boa série para todas as outras musculaturas. Quanto mais massa muscular o corpo tem, mais calorias ele vai queimar. Essa queima ocorre tanto para execução do exercício quanto no período de repouso após algum tempo (já que o metabolismo basal é alterado com o exercício frequente). Sua aparência também vai ser mais “seca” mesmo que seu peso não altere, já que um quilo de gordura e um quilo de músculo tem volumes diferentes. Intercalar exercícios de força com exercícios aeróbicos e de alta intensidade (que mantém a frequência acima de 85% da máxima, pelo menos de 20 a 30 minutos), têm se mostrado uma ótima forma de otimizar a queima de gordura abdominal. Veja aqui estudo de caso para ELIMINAR GORDURA ABDOMINAL + RÁPIDO!

4) Evitar acúmulo de estresse

Situações constantes de estresse aumentam a liberação do hormônio cortisol, que atua na tentativa de regularizar o estado do corpo. Como efeito colateral, ele gera um maior acúmulo de gordura abdominal. Mesmo em pessoas magras, esse acúmulo pode ser observado, já que a gordura gerada nesse efeito se concentra em volta dos órgãos. Essa concentração resulta dando volume na barriga. Por isso, é interessante observar o que pode ser feito nas situações estressantes. Invista em atividades que sejam agradáveis. ouvir uma boa música, caminhar ao ar livre, fazer exercícios como BODYBALANCE, YOGA, ALONGAMENTOS ou simplesmente, respirar mais fundo!

5) Beber mais água

Quanto mais água circula no seu organismo, melhor será a distribuição do sódio e eliminação de substâncias inflamatórias do seu corpo. Além disso, também estimulará o intestino a funcionar melhor, evitando o “inchaço” na barriga. Beber água também aumenta a sensação de saciedade, o que permite fazer refeições menores e menos impulsivas. Um bom cálculo para saber se sua ingestão de água está de acordo é de 35mls para cada quilo corporal.

6) Dormir mais e com mais qualidade

Queimar gordura dormindo é possível? Estudos recentes apontam que uma boa noite de sono auxilia na regulação da fome. A produção de GH (hormônio do crescimento) também é melhorada e redução de estresse também é um dos benefícios. Esses fatores são fundamentais para regulação hormonal, desenvolvimento muscular e uma queima de gordura adequada. Além do mais, uma boa noite de sono permite um dia com mais disposição para treinar e realizar as atividades que se propôs nesse sentido.

7) Ser constante nas ações

Respeite os limites do seu corpo. Não queira realizar todos os exercícios que viu em vídeos sobre o assunto ou restringir demais sua dieta. Se seguir por caminhos extremos, provavelmente terá recaídas que serão mais prejudiciais que os benefícios adquiridos anteriormente. Coloque uma meta possível por semana e conforme for cumprindo, vá adicionando outras. Mais importante do que realizar todas as ações para auxiliar a queima de gordura, é realizar o que for possível constantemente.

Para as mudanças mais difíceis e que sejam direcionadas para você, é imprescindível o acompanhamento e a troca periódica dos seus exercícios. Por isso, procure bons profissionais e academias que tenham um atendimento de qualidade e que também se comprometem com seus objetivos. Assim, muito breve você verá os resultados aparecerem.

Texto:  Bruno Bember

Edição: Dido

Veja aqui estudo de caso para ELIMINAR GORDURA ABDOMINAL + RÁPIDO!

Compartilhe

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.